Cooperitaipu diz que resfriamento de vacas leiteiras é fundamental

Publicado em: 02/12/2020

As perdas na produção de leite estão intimamente relacionadas ao impacto negativo do estresse térmico nas vacas em lactação e estão relacionadas principalmente ao menor volume de leite e produção de sólidos, além de problemas de fertilidade.

Segundo a médica veterinária da Cooperitaipu, Cristiane Both, a manutenção da temperatura corpórea normal é uma das mais altas prioridades biológicas de vacas de alta produção. “A manutenção da quantidade de líquidos corporais, crescimento, produção e a reprodução são outros fatores de alta prioridade”, destaca.

É conformidade entre os técnicos da área a informação de que, quanto mais leite produz, mais a vaca também aumenta sua temperatura corporal. Como exemplo: uma vaca produzindo 50 quilos de leite por dia aumenta em cerca de três vezes seu calor comparando-se a uma vaca seca (não-lactação).

Segundo Cristiane, a vaca com estresse calórico muda seu comportamento. “Ela busca se adaptar às condições de estresse calórico, reduzindo a produtividade”, explica. As mudanças comportamentais ocorrem na Redução da atividade geral; Parada da ruminação; Aumento na ingestão de água; Redução do consumo de alimentos; Consumo de alimentos em horas mais frias; Busca por áreas com sombra ou úmidas; Ficar em pé e aglomerada; Busca por áreas naturalmente ventiladas; e a Redução na demonstração de cio.

As vacas são consideradas em “estresse calórico moderado” quando a temperatura corpórea fica entre 39,0°C e 39,5°C, com a taxa respiratória entre 60 e 80 respirações por minuto. As vacas são consideradas em “estresse calórico severo” quando a temperatura corpórea fica acima de 39,5°C e a taxa respiratória acima de 80 respirações por minuto. A meta a ser atingida é buscar organizar o rebanho para que a temperatura corpórea de base deva ser de menor que 39°C, com a taxa respiratória de menos de 60 respirações por minuto.

Para entender a quantidade de calor produzida por uma vaca, pode-se comparar sua produção de calor descrita como o calor equivalente produzido por uma lâmpada de 100 W: um homem em repouso produz o calor de 1 lâmpada; uma vaca em repouso produz calor equivalente a 9 lâmpadas; há uma produção adicional de calor de 1 lâmpada para cada 4,5 quilos de leite produzido. Manter uma vaca de alta produção, exposta à radiação solar direta, adicionará calor equivalente a 16 lâmpadas de 100 W. Consequentemente essa vaca terá que dissipar constantemente o calor equivalente a 35 lâmpadas de 100 W.

Fonte: Cooperitaipu