BannerSite Nobre Premium_Fecoagro Banner Outubro Rosa Resenha do Cooperativismo e Agronegócio-01-01-01-01

Semana Nacional da Carne Suína incentiva o consumo da proteína

Publicado em: 14/09/2018

A carne suína é a fonte de proteína animal mais consumida em todo o mundo. O Brasil ocupa lugar de destaque no contexto global da suinocultura, sendo referência mundial em competitividade e por ocupar a posição de 4º maior produtor e exportador. Nesse mercado, as micro e pequenas empresas desempenham um papel fundamental, representando 80% do total de criadores do País. Neste mês de setembro, está sendo realizada a Semana Nacional da Carne Suína com a missão de mostrar a diversidade de cortes e as vantagens dessa fonte de proteína, além de incentivar o consumo entre os brasileiros.

A iniciativa da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura, com o apoio do Sebrae, tem como um dos seus pilares a atuação sistêmica, trazendo benefícios aos produtores, indústria, varejo e consumidores. Neste ano, a edição expande para sete grandes redes de supermercados, alcançando 624 lojas em 17 estados brasileiros. Os seis anos anteriores de campanha foram considerados fundamentais pelo setor para a criação e aperfeiçoamento da estratégia de treinamentos que hoje se adequa a diferentes perfis de varejo.

O Sebrae atua junto à ABCS, via projeto Integrasui, no desenvolvimento de materiais técnicos e palestras que buscam conscientizar e capacitar os produtores de suínos, para que eles possam estar preparados frente a essas tendências de consumo e se adaptarem de forma adequada. Até 2019, está prevista a elaboração de conteúdos com foco em boas práticas nas fábricas de ração e de sustentabilidade ambiental na suinocultura, que resultarão em palestras para produtores e agroindústrias. “A atuação junto a ABCS faz parte de uma estratégia que visa melhorar a competitividade de toda cadeia produtiva com agregação de valor em todos os elos e, principalmente, mirando um consumidor que cada vez está mais consciente sobre seu alimento, sem a perda de sabor, saudável, prática, acessível”, explica o especialista do Sebrae, Gustavo Reis.

Fonte: redação Revista da Suinocultura Industrial