banner-_nobre-02-01 Banner Questionario_1 destaque

Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul criam Comitê Interestadual de Sanidade da Pomicultura

Publicado em: 19/06/2017

Os três estados do Sul se unem para garantir a sanidade nos pomares de maçã. Os secretários de Estado da Agricultura de Santa Catarina, do Paraná e do Rio Grande do Sul criaram o Comitê Interestadual de Sanidade da Pomicultura (Cisp), em Chapecó.

A intenção do Comitê é propor medidas conjuntas para assegurar ações de vigilância e defesa de pragas e doenças quarentenárias que afetam a pomicultura.  A principal preocupação dos produtores é erradicar o cancro europeu e manter a região livre da Cydia pomonella. O secretário da Agricultura de Santa Catarina, Moacir Sopelsa, explica que o Estado já criou uma força tarefa para erradicar o cancro europeu em seus pomares e a intenção é expandir esse trabalho para todo o sul do país.

“Nós já temos registro do cancro europeu presente em pomares de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, por isso nos unimos para defender a sanidade da maçã. Queremos impedir também que outras doenças se espalhem e comprometam nossa produção”, ressalta Sopelsa.

A parceria entre os estados do Sul pode ser estendida também para outras frutas e o objetivo é garantir a excelência sanitária também na produção vegetal. “Nós somos reconhecidos pelo nosso status sanitário animal e queremos esse mesmo reconhecimento para a produção vegetal”, destaca Moacir Sopelsa.

Os principais estados brasileiros produtores de maçã são Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que juntos representam 94,9% da produção nacional e 94,4% da área em produção. Santa Catarina participa com 46% da produção brasileira e 48% da área em produção da fruta no país.

Fonte: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca de SC